Angra Histórica

Casa de Cultura
Convento São Bernardino
Igreja do Carmo à noite
Igreja do Carmo
Centro Histórico Casarão
Teatro Municipal
Sobrado da Avenida Júlio César de Noronha
Chegar a Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, é muito mais do que apenas se deslocar para uma viagem pelas belezas naturais da região. A história da cidade e também do Brasil pode ser vivida e admirada por meio de uma visita aos prédios e edificações históricas existentes na cidade, que já ultrapassou os quinhentos anos de fundação.

A rodovia BR101, tanto para quem vem de São Paulo, quanto para quem vem do Rio de Janeiro, guarda construções representativas do período de colonização do Brasil, além de proporcionar paisagens maravilhosas da Mata Atlântica preservada e dos recortes do litoral com a Serra do Mar.

Viajando a partir do Rio de Janeiro, bem em frente à entrada para a Petrobrás, avista-se a casa onde nasceu o jornalista e romancista Raul Pompéia, autor de O Ateneu. Vindo por São Paulo, poucos quilômetros após Paraty, chega-se em Mambucaba e sua Vila Histórica onde existiu um antigo porto exportador de café e importador de escravos nos séculos XVIII e XIX; nessa vila destaca-se a arquitetura singela da Igreja do Rosário, construída em 1863.

Nas terras do condomínio Bracuhy, pode-se ver as ruínas do antigo Engenho Central do Bracuhy, um dos mais modernos instalados no Brasil Império. Ainda na rodovia Rio Santos, encontra-se a capela de São João do Bracuhy, de 1873. Pouco antes da entrada para o aeroporto de Angra, avista-se a Casa da Fazenda do Pontal, construída no sopé da serra, no século XVIII, ainda com o engenho, a levada e a roda dágua.

Saindo da rodovia e entrando na cidade, chegamos mais perto de nossa história, recontada pelos prédios e igrejas do centro histórico. Passando pelo Shopping Pirata’s e pelo Centro de informações Turísticas, que tem logo à sua frente o monumento a Ayrton Senna, o visitante chega a avenidade mesmo nome, onde, à sua direita, encontra-se prédio da Santa Casa de Misericórdia, o Convento do Carmo e o antigo prédio dos Correios, sede atual da Turisangra.

Nesse ponto, vale a pena estacionar o carro e continuar o passeio a pé. Na Rua do Comércio, encontram-se algumas das edificações tombadas pelo patrimônio histórico, como os prédios que abrigam as lojas da Taco e O Boticário e a Padaria Central, além da pequena Igreja de Santa Luzia encravada em pleno centro urbano.

Ainda pela Rua do Comércio chegamos ao prédio da Casa da Cultura, que realiza
diversas exposições de arte, em constante renovação, valorizando a expressão e produção cultural da cidade. Com mais alguns passos, avistamos a Igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição e com toda a sua beleza e importância histórica. Seguindo pelo Beco das Artes, chegamos à Praça Nilo Peçanha, conjunto que abriga os prédios históricos da Prefeitura e da Câmara Municipal. Mais adiante, estão a Casa Laranjeira, o Centro Cultural Teóphilo Massad e o Mercado Municipal.

Se a fome estiver chegando, os restaurantes e lanchonetes do centro oferecem boas e variadas opções. Mas não esqueça que, depois do almoço, vale a pena conhecer as casas e prédios das ruas vizinhas o Museu da Lapa e o Convento São Bernardino, pois Angra dos Reis ainda reserva grandes surpresas.

Caso a opção seja pernoitar na cidade e apreciar um pouco mais da cidade e das belezas locais no dia seguinte, os Hotéis e Pousadas do Centro e da estrada do Contorno são uma boa pedida.

Após apreciar o delicioso café da manhã, não se pode deixar o centro da cidade sem antes visitar o comércio das ruas da Conceição, Coronel Carvalho e suas transversais. Feito isso siga descobrindo as praias - ou pela Estrada do Contorno, em direção ao sul, ou pela Ponta Leste, pois o litoral de Angra tem muito mais para te oferecer.
Versão para impressão: HTML | PDF